planejamento
agilizando a obra
armazenamento
mão de obra
como economizar
documentos importantes
perguntas mais freqüêntes
materiais e preços

Como Contratar Mão de Obra

Um dos aspectos mais polêmicos para quem esta construindo ou reformando é quanto à mão de obra. Existem várias controvérsias entre contratantes e contratados, tais como valores, qualidade de serviços, tempo de execução e até problemas na justiça do trabalho.

# Caso você esteja construindo, seu profissional responsável é um engenheiro(a) ou arquiteto(a). Procure dados sobre ele ou ela, tais como registro no CREA regional, se já teve algum problema com sua profissão e quais são eles se existirem. Procure saber de projetos realizados pelo respectivo profissional, e se possível vá ao local para conhecer. Pergunte às pessoas que lá vivem ou que construíram o local como é a atuação do profissional durante a obra, se visita regularmente o canteiro e se durante o desenvolvimento do projeto ele ou ela soube apontar as melhores soluções sem deixar dúvidas.

# Já no caso de uma reforma, na qual o responsável seria o mestre de obras, o melhor modo de se contratar um profissional competente é uma indicação. Se ele fez um serviço para uma pessoa próxima a você e foi indicado, deve ser porque o serviço dele é bom. Mesmo assim, vá ao locar que a pessoa indicou, para avaliar o serviço, saber se foi bem feito, e se não houve nenhum problema após algum tempo.

# Nas construções, o valor da mão de obra contratada, é negociado geralmente entre o engenheiro e os pedreiros e serventes. Mas para a pessoa que está apenas reformando, a melhor maneira de conseguir um bom preço aliado a um serviço rápido e de boa qualidade é propor um contrato por empreitada. O contrato consiste em um preço fixo para um determinado período de tempo. Por exemplo: eu quero construir um quarto em minha casa e um pedreiro quer me cobrar R$500,00 pelo serviço. Eu aceito o preço, mas ele terá que assinar um contrato que ele garante a entrega do quarto em um mês, ou então ele receberá apenas R$450,00.

# A segurança de quem esta trabalhando em sua obra é de vital importância para você. Procure sempre comprar para que eles usem luvas de construção, exija deles que estejam sempre de botas, e não de chinelos e se eles forem expostos a uma área com perigo de desabamento ou de passagem de material, seria prudente que eles usassem capacetes também. E sempre que eles assinarem um recibo de pagamento, é interessante que conste também o material por eles recebido. Mas se você não quer ter mais essa despesa, negocie e coloque por conta dele o equipamento de segurança, mas sempre constando no contrato que é responsabilidade do contratado, e não do contratante.

# Para você não se assustar na hora de ouvir um orçamento, existem revistas especializadas que todos os meses trazem os preços de mão de obra atuais. Pode ser que você ache o preço caro ou barato, mas serve como uma base segura de negociação.

# É muito importante que você fique atento(a) a estes detalhes. A classe de mão de obra da construção civil, é a que tem o maior índice de ações na justiça do trabalho. Mas se você se prevenir fazendo um contrato bem feito (com equipamentos de segurança inclusos), ou fornecer os equipamentos de segurança e tiver uma base sólida para provar da onde foi tirado os valores do contrato, certamente você não terá problema algum.

# Geralmente, os pedreiros são divididos em duas classes (salvo as exceções): os de alvenaria e os de acabamento. Os de alvenaria, são muito bons no quesito assentar tijolos, em fazer arremates, fazer armação de telhados, assentar telhas, assentar e bater lages, em rebocar paredes, etc. Mas no que se refere a acabamento, eles são muito grosseiros, não tem intimidade com os materiais, cortam errado, quebram ao transportar, o assentamento fica torto; resumindo, um serviço mal feito.
Já os profissionais de acabamento são exatamente o contrário, enquanto são muito bons em assentamentos de tudo no que se refere a acabamento, têm delicadeza ao manusear cerâmicas, pedras, tábuas, etc.; no que se refere a assentar tijolos, são ruins, as paredes podem ficar tortas, não sabe muito bem as medidas cimento, areia e água.

# É também importante ter uma parte elétrica boa em sua casa, é muito desagradável quando você liga o chuveiro e a lâmpada da sala fica fraca, principalmente quando se tem visitas. Uma instalação mal feita pode reduzir a vida útil de lâmpadas que podem queimar até em algumas semanas. Nas tomadas, a tensão pode tanto queimar alguns aparelhos, como pode ser insuficiente para que eles funcionem. O ideal seria um projeto elétrico feito por um engenheiro eletricista, mas como pode ser muito caro, um técnico em eletricidade pode fazer um serviço de boa qualidade. Mas aí vem aquela velha história, procure indicações, veja serviços já executados e peça informações.

# Na parte hidráulica, no que se refere à instalação de tubos de PVC, tem que se prestar muita atenção. Os tubos tem que ser de boa qualidade, mas de boa qualidade mesmo tem que ser o bombeiro hidráulico. Não existe nada mais desagradável do que em uma casa nova ou semi-nova, as paredes mofadas ou com infiltrações, com a tinta formando balões de ar ou água. Você pode evitar isto.